Velocidade e farol desligado são as principais multas aplicadas em 2016

26 de Janeiro de 2017 às 08:00
Curitiba teve nesta quinta-feira (3), dia em que os radares foram desligados, 10.144 excessos de velocidade cometidos por automóveis em trânsito na cidade. 
Foto: Orlando Kissner/SMCS
COMPARTILHAR

Segundo informações do sistema Renainf (sistema interligado ao Denatram), as infrações que dominaram o ranking de 2016 foram por velocidade acima do permitido nas vias e por transitar de dia em rodovias sem o farol aceso. Isso inclui multas emitidas em estradas federais, dadas pela Polícia Rodoviária Federal, pela ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) e pelo DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), além daquelas cometidas fora do estado de origem do veículo, em estradas ou nas cidades.

Ao todo, foram emitidas cerca de 19,3 milhões de infrações no ano de 2016, cerca de 18% a mais que 2015. Número foi considerado alto, visto que a frota de veículos no Brasil cresceu somente 3,6% no último ano.

Desses 19,3 milhões de multas emitidas, cerca de 15 milhões delas são pelo abuso de velocidade ou falta de uso dos faróis durante o dia em rodovias. Dessas, 14,6 milhões são somente as multas emitidas por excesso de velocidade.

Deixar de usar o cinto de segurança, seja por parte do motorista como do passageiro, aparece em logo em seguida, com cerca de 388 mil multas emitidas.

Lembrando que desde novembro de 2016, todas multas ficaram mais caras (sendo o primeiro reajuste dos valores desde 2000).

Acompanhe no infográfico criado pelo portal G1 o ranking das multas mais aplicadas em 2016:

ranking-de-infracoes-va_01ranking-de-infracoes-va_02 ranking-de-infracoes-va_03 ranking-de-infracoes-va_04

Fonte: g1.globo.com/autoesporte
COMPARTILHAR