Conheça a Yamaha Fazer 250 ABS 2018

20 de Novembro de 2017 às 08:00
destaque
COMPARTILHAR

A Yamaha Fazer chega em sua terceira geração totalmente renovada e pronta para bater de frente com sua principal concorrente, a nova Honda CB Twister. Sua última geração surgiu em nosso mercado há sete anos atrás, sendo que o modelo em si apareceu por aqui há 12 anos. Um dos seus destaques agora fica por conta do sistema de freios ABS, item de série do modelo.

A Fazer 250 2018 está visivelmente mais moderna, exatamente igual à FZ25 lançada lá fora (nome que também vem impresso nas suas carenagens). Seu visual está ainda mais inclinado para uma naked, inspirada na irmã maior (e mais cara) MT-03. Sua carenagem frontal está mais agressiva (contando com farol e piscas em LED), um tanque mais imponente com abas laterais mais envolventes, bancos em dois níveis, rabeta com formato mais afilado (e novas alças duplas para o garupa), lanterna em LED, escapamento redesenhado, guidão e mesa superior renovados, além de novas rodas de liga-leve com cinco raios duplos.

O que mudou também foi o painel de instrumentos, com novo desenho e iluminação em LED. Seu mostrador é totalmente digital, trazendo até um pequeno computador de bordo (informa o consumo médio e instantâneo), além do velocímetro, conta-giros e odômetro (total e parciais A e B).

O modelo também conta agora com um novo chassi do tipo Diamond, suspensão traseira com balança tipo monocross, mola progressiva, novo amortecedor com sete posições de regulagem e curso de 120 mm, suspensão dianteira com garfos telescópicos com diâmetro maior em 3 mm (41 mm) e curso maior em 10 mm (130 mm) e rodas de liga-leve de 17 polegadas mais largas com pneus Pirelli Sport Demon 100/80 na frente e 140/80 atrás. Já o seu tanque de combustível (por conta do novo design) está menor em 4,5 litros, tendo a capacidade de 14 litros.

A mudança mais esperada, porém, é o novo sistema de freios ABS (antitravamento) de série, e combinado aos discos nas duas rodas (a Fazer 250 da geração anterior não ofertava ABS nem como opcional).

Seu motor continua o mesmo monocilíndrico de 249,5 cm³, com comando simples no cabeçote, mas com novo módulo de injeção remapeado e caixa do filtro de ar maior. Com essas mudanças, o motor gera 0,6 cv a mais na potência (21,3 cv com gasolina e 21,5 cv com etanol a 8.000 rpm), enquanto o torque seguem os mesmos (2,09 e 2,1 kgfm, respectivamente, a 6.500 rpm). O câmbio é de cinco velocidades e transmissão final por corrente com uma nova coroa (de 46 dentes, contra os 45 dentes da anterior, prometendo assim uma aceleração mais linear).

Seu preço sugerido é de R$ 14.990 sem contar o frete, e estará disponível nas cores azul metálico, branco metálico, vermelho fosco metálico e preto sólido. A marca oferecerá ainda garantia de quatro anos e revisões com preços fixos.

fazer250abs_GE1669-620x414 fazer250abs_GE1672-620x414 yamaha-fazer-132a8664-credito-marcelo-brandt-g1

Fonte: g1.globo.com/autoesporte

Fotos: Yamaha/divulgação
COMPARTILHAR