Volkswagen promete 20 novos veículos até 2020 no Brasil

28 de Novembro de 2017 às 08:00
destaque
COMPARTILHAR

Volkswagen lançou o sedã Virtus, derivado da mesma plataforma do Polo, que foi apresentado no dia 16 de novembro (mas só chega nas lojas em janeiro de 2018). Ainda virão um SUV e picape produzidos sob a mesma plataforma, e mais vários projetos que devem totalizar 20 novos modelos até o ano de 2020 aqui no Brasil.

Desses 20 novos modelos, 13 serão fabricados no Brasil mesmo, sendo parte dos R$ 7 bilhões anunciados como investimento pela VW. Vale lembrar que assim como o Virtus, o Polo também faz parte já dessa lista.

A plataforma MQB A0, versão simplificada da plataforma do Golf e que já foi utilizada no Polo e Virtus, servirá de base ainda para um novo SUV de menor porte para concorrer com EcoSport, Duster, HR-V, Renegade, entre outros. Esse modelo deve ser fabricado na Argentina e inicialmente deverá atender somente a América Latina (assim como o Virtus, projetado especialmente para nosso mercado, ao contrário do Polo que é projeto mundial da marca).

Uma picape de menor porte (provavelmente algo parecido com a Fiat Toro e Duster Oroch) também parece estar nos planos da marca para esses lançamentos.

Como esse investimento, e os planos de todos esses lançamentos, a VW parece visar voltar ao topo do nosso mercado e dentro de alguns anos assumir a ponta disparado, trazendo projetos modernos e globalizados (ao contrário do que a maioria das montadoras tem feito no Brasil). Outro ponto também confirmado pela marca é de que querem reduzir a idade média dos veículos no nosso país, que hoje está bem alta. A confiança da Volkswagen na região da América do Sul se deve à perspectiva de recuperação do mercado brasileiro, combinada com o crescimento contínuo na Argentina e em outros mercados da América Latina.

Para focar nesses planos, a marca alemã apostou na regionalização. Assim, a Volkswagen está transferindo às regiões as responsabilidades que anteriormente eram centralizadas na sede (em Wolfsburg, Alemanha), incluindo as decisões sobre a linha de produtos. Dessa forma, as vendas da Volkswagen na América do Sul cresceram 27% no acumulado de janeiro a outubro deste ano (em relação ao mesmo período de 2016). Já as exportações a partir do Brasil aumentaram 69% na mesma base de comparação.

Fonte: g1.globo.com/autoesporte

Fotos: Volkswagen/Divulgação
COMPARTILHAR