5 dicas para ajudar na avaliação de veículos seminovos

destaque

O principal canal de captação de veículos seminovos e usados no Brasil é o conhecido trade-in (quando há a troca de um veículo usado por outro usado, ou mesmo por um veículo novo).

Garantir bons negócios e manter uma lucratividade segura nessas negociações não é algo tão fácil quanto todos imaginam. E um dos principais pontos para garantir isso é mantendo um processo de avaliação eficiente.

Por isso, resolvemos separar algumas dicas para ajudar você nesse processo. Confira abaixo:

1- Padronize seus processos

Procure padronizar o seu processo de avaliação de veículos que serão negociados e possivelmente entrarão em seu estoque. Fazer uma classificação ABC dos veículos de acordo com características específicas (como ano do veículo, sua quilometragem, etc.) irá facilitar a avaliação dos mesmos, assim como na hora de destinar os veículos para determinado tipo de negociação (pátio de seminovos, repasse, etc.). Dessa forma, você poderá ter veículos de classe A, classe B e classe C, de acordo com características em comum, e poderá destiná-los para negociações em específico de acordo com essa classificação. Também é importante criar checklists para essas avaliações, agilizando todo o processo.

2- Especialize um colaborador para essa função

Escolher um único colaborador para se especializar e realizar essa função dentro da concessionária é algo bem importante. Torne ela uma pessoa de confiança para isso, dando treinamentos e suporte para que ela possa realizar da melhor maneira possível essa tarefa, de acordo com os padrões internos da concessionária.

3- Faça consulta do histórico do veículo

Utilizar um sistema de consulta de histórico veicular sempre é importante para ter ciência de uma possível restrição ou passagem por leilão (sabendo se o veículo teve algum sinistro ou furto, por exemplo). Esse pontos irão desvalorizar o veículo na hora da venda, portanto é bom já ter ciência disso na hora de definir o valor que será pago pelo mesmo na negociação.

4- Utilize tabelas de preço médio de mercado como referência

Sempre é importante ter referências para precificar os veículos, e para auxiliá-lo nisso existem tabelas de preço médio de mercado. Dessa forma, se terá um valor de base para partida, e a partir disso analisar o veículo e se chegar à um correto valor de avaliação. Como exemplos de tabelas de preço médio de mercado para seminovos e usados, temos a Tabela Fipe (para varejo) e Tabela PasseCarros (atacado).

5- Utilize um software para auxiliar nesses processos

Para ajudar nas avaliações e nos controles, melhorando a assertividade do valor avaliado e facilitando o processo de captação, aconselhamos sempre o uso de softwares específicos para essa finalidade. Conheça as plataformas CarMaix, sistema inteligente de avaliação para concessionárias de carros, motos e caminhões.

Clique AQUI e saiba mais sobre essa ferramenta!

1

COMPARTILHAR

Comments

comments